Santo Antônio de Leverger, 19 de Abril de 2019
  Navegue:
Resgate Histórico
Eventos Sociais
Esporte
Política
Cultura
Saúde
Cidades
Pesqueiros / Pousadas
Dicas de pesca
Gastronomia Regional
Em sua opinião o Município deve proceder de que maneira com o morador que joga entulhos em vias públicas
Votar
Ver Parcial

noticias
Nome:
E-mail:
Seu amigo:
E-mail dele:
Assunto:
Comentário:
OPERAÇÃO CAPITU
Apoiadores de Neri em Santo Antônio lamentam a prisão do político nesta sexta-feira
09/11/18
Por: Redação - Leverger News
Fonte: GDigital

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O ex-ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) e deputado federal eleito, Neri Geller (PP),  foi preso na manhã desta sexta-feira (9) pela Polícia Federal (PF) em mais um desdobramento da Operação Lava Jato, denominada Operação Capitu.

Neri se elegeu deputado federal por Mato Grosso nas eleições de outubro, e em Santo Antônio obteve 1.170 votos, contando com o apoio de expressivas lideranças políticas do município, o deputado eleito atingiu a segunda maior votação no município, ficando atrás de outro eleito, Emanuelzinho Pinheiro (PTB), apoiado pelo grupo do prefeito, Valdirzinho (PSD). 

A operação cumpre  63 mandados de prisões e buscas e apreensões em Mato Grosso,  Belo Horizonte, São Paulo, Rio de Janeiro e Paraíba. Somente em Mato Grosso, são cumpridos um mandado de prisão temporária em Rondonópolis (contra Geller) e dois em Lucas do Rio Verde, na casa e em um posto de combustíveis ligado ao ex-ministro.   

Foram mobilizados 310 Policiais Federais. Inquérito foi instaurado em maio deste ano, baseado em declarações prestadas por Lúcio Bolonha Funaro, sobre supostos pagamentos de propina a servidores públicos e agentes políticos que atuavam direta ou indiretamente no Mapa em 2014 e 2015.    

A Polícia Federal apurou a atuação de uma organização criminosa na Câmara dos Deputados e no Mapa, integrada por empresários e executivos de um grande grupo empresarial do ramo de processamento de proteína animal.  

Esse grupo dependia de normatizações e licenciamentos do Mapa e teria passado a pagar propina a funcionários do alto escalão do Ministério em troca de atos de ofício, que proporcionariam ao grupo a eliminação da concorrência e de entraves à atividade econômica, possibilitando a constituição de um monopólio de mercado.    

As propinas eram negociadas, geralmente, com um Deputado Federal e entregues aos agentes políticos e servidores do Mapa pelo operador Lúcio Bolonha Funaro. Entre os atos de ofício praticados pelos servidores do Mapa destacam-se a expedição de atos normativos, determinando a regulamentação da exportação de despojos; a proibição do uso da ivermectina de longa duração; e a federalização das inspeções de frigoríficos.   

O grupo empresarial teria pago R$ 2 milhões pela regulamentação da exportação de despojos e R$ 5 milhões pela proibição do uso da ivermectina de longa duração. Um Deputado Federal da Paraíba à época dos fatos teria recebido 50 mil reais do grupo como contrapartida, em decorrência da tentativa de promover a federalização das inspeções sanitárias de frigoríficos por meio de uma emenda, cujo objeto tinha natureza totalmente diversa do escopo da medida provisória nº 653/2014 na qual foi inserida. Teria havido também, por parte do grupo empresarial, o financiamento ilegal de campanha de um Deputado Federal para a Presidência da Câmara dos Deputados, em troca de atendimento dos interesses corporativos do grupo no Mapa; sendo de 30 milhões de reais o valor solicitado para tal financiamento.    

Desse total, o Deputado teria destinado 15 milhões a um Deputado Federal mineiro de seu partido; tendo a bancada mineira de seu partido recebido parte do montante, após a lavagem do dinheiro. Esses valores teriam sido depositados pelo grupo em contas bancárias de seis escritórios de advocacia, que teriam repassado os valores lavados aos beneficiários finais, conforme determinação do Deputado Federal mineiro e de seu operador, também Deputado Federal. Esses escritórios de advocacia teriam emitido notas fiscais frias, visto nunca ter havido qualquer prestação de serviço ao grupo empresarial.  

Uma das maiores redes de supermercado do país também teria integrado a engrenagem de lavagem de dinheiro oriundo do esquema, repassando aos destinatários finais os valores ilícitos em dinheiro vivo e em contribuições “oficiais” de campanha. O total de doações “oficiais” feitas por empresas vinculadas e administradas por um empresário do ramo de supermercados nas eleições de 2014 totalizou quase oito milhões e meio de reais.   

Durante as apurações, houve clara comprovação de que empresários e funcionários do grupo investigado – inicialmente atuando em colaboração premiada com a PF – teriam praticado atos de obstrução de justiça, prejudicando a instrução criminal, com o objetivo de desviar a PF da linha de apuração adequada ao correto esclarecimento dos fatos. Daí o nome da Operação, “Capitu”, a personagem dissimulada da obra prima de Machado de Assis, Dom Casmurro.   

Os envolvidos deverão ser indiciados pelos crimes de constituição e participação em organização criminosa, obstrução de justiça, corrupção ativa, corrupção passiva e lavagem de dinheiro, dentre outros. Caso haja condenação, as penas máximas poderão variar entre 3 e 120 anos de reclusão, proporcionalmente à participação de cada investigado.

Lista de presos         

 

Antonio Andrade, vice-governador de Minas e ex-ministro da Agricultura de março a dezembro de 2014        

Joesley Batista, dono da JBS        

Ricardo Saud, executivo da JBS      

Demilton de Castro, executivo da JBS        

João Magalhães, deputado estadual pelo MDB de MG        

Neri Geller, deputado eleito pelo PP de MT         

Rodrigo Figueiredo, ex-secretário de Defesa Agropecuária         

Mateus de Moura Lima Gomes, advogado         

Mauro Luiz de Moura Araújo, advogado         

Ildeu da Cunha Pereira, advogo

 

Outro lado

 

Sobre a operação da Polícia Federal, deflagrada nesta sexta-feira (09/11), envolvendo o deputado federal Neri Geller, seus advogados esclarecem que, tão logo conheçam os motivos ensejadores da prisão e o inteiro teor do processo irão se manifestar.

 

Atenção! Os comentários e opiniões são de responsabilidade única e exclusiva do leitor e não expressam, necessariamente, o ponto de vista do site. Ao comentar, o usuário declara ciência e aceitação deste termo de conduta dos comentários do site LevergerNews.
Nome:
E-mail:
Título:
Comentário:
Comentários Envie o seu
 
Não foi feito nenhum comentário para esta matéria até o presente momento
Mais Notícias
17/04/19
Fazendeiro de Mimoso recebe supersalário de R$ 142 mil da prefeitura de Cuiabá
16/04/19
Valdirzinho revela que segue o DEM de VG e vai tentar liberação do TSE para disputar em 2020
11/04/19
Ex-presidentes da Câmara e o atual abrem a corrida sucessória de Valdirzinho em Santo Antônio
22/03/19
Vereador percorre Santo Antônio, fiscaliza e acompanha serviços realizados pela prefeitura
17/03/19
Posse de Tayane na presidência da APDM é o destaque da semana em MT
11/03/19
Deputado Faissal, "abre as portas do Governo" para Valdirzinho implementar ações estratégicas no Consórcio
25/02/19
Tayane Castro reforça empenho à Campanha de Doação do Imposto de Renda ao Fundo da Infância e Adolescência
Em audiência na SINFRA, vereadores de Leverger reivindicam reativação do Posto da PRE na MT-040
12/02/19
Ex-vereadora,Chica Nunes é condenada a 11 anos de prisão
12/02/19
Vereadores são presos e prefeito é afastado por negociação de cargos de secretários e pagamento de mensalinhos
07/02/19
Impulsionada por Virginia Mendes e Márcia Pinheiro, primeira-dama Tayane Castro é eleita presidente da APDM
24/01/19
Santo-antoniense de raiz, assume a Chefia de Gabinete de Mauro Mendes
15/01/19
Experiente e com boa desenvoltura junto ao Governo, Valdirzinho nomeia RR para acompanhar Convênios
08/01/19
Chancelado por vereadores, secretário deixa interinidade e assume em definitivo a secretaria de RH
07/01/19
Prefeito indica vereador Miguel para conduzir sua base de apoio na Câmara de Leverger
20/12/18
Após repercussão negativa da população, , presidente convoca reunião de urgência para discutir VI de Controlador
19/12/18
Justiça autoriza ex-presidente da Câmara de Santo Antônio passar o Natal no Rio de Janeiro
12/12/18
Prefeito nomeia ex-vereadora para comandar a Saúde de Leverger
06/12/18
TSE mantém impugnação de candidatura de Fabris, mas deputado ainda aguarda recursos
13/11/18
Justiça condena santoantoniense a 12 anos de prisão por fraude em licitação
13/11/18
Oficial que já comandou a 3ª CIPM de Leverger é condecorado com a Comenda Filinto Muller
12/11/18
Santoantoniense preso na Operação Capitu tem liberdade concedida pelo STJ
11/11/18
Ministro do STJ concede HC no plantão e deputado eleito deixa prisão após 2 dias em MT
09/11/18
Santo-antoniense está entre os presos pela PF nesta sexta-feira (09)
20/10/18
PT é objeto de busca e apreensão em Leverger
20/10/18
Médico Luiz Fernando Amorim aposta em deputado para melhorias na saúde de MT
19/10/18
Juca do Guaraná Filho é multado em R$ 21 mil pelo TRE
08/10/18
Consolidação dos votos de Gilmar pelo TSE vai mudar configuração de eleitos na AL
06/10/18
PF faz devassa em Comitê de Juca do Guaraná e ação pode se estender até a Zona Rural
01/10/18
Eleitores de Barão de Melgaço que não realizaram o cadastro biométrico devem consultar situação no site do TRE
CYBORG - O HOMEM DE 6 MILHÕES DE DÓLARES

Homônimo de herói de seriado americano vai responder pelo Controle de frotas e veículos da prefeitura de Leverger

BONITO PRA XA CARA !!!

Comediante é vetado para subir ao palco em Leverger

DOCUMENTO PÚBLICO

Gerente da Prefeitura Santo Antônio é suspeito de assinar ordem para pagamento sem conhecimento e autorização do chefe

DEMOROU, MAS SAIU DE CENA

Ex garoto prodígio do prefeito de Santo Antônio é exonerado

A ÚLTIMA CEIA!

Dois secretários devem sentar pela última vez ao lado do prefeito Valdir, num jantar nesta quinta-feira

Mais notas
Um dia escrevi "O Rio Cuiabá pede socorro" e hoje escrevo: todo o vale do Cuiabá pede socorro
Faissal - Dep Estadual /MT
Um Tributo a Santa Casa de Misericórdia de Cuiabá
Luiz Fernando Amorim
"Funcionalismo Público: aumentar a receita sem cortar cabeças"
Leovaldo Antônio Duarte - Presidente do SIPROTAF-MT
o Grandioso Santo Antônio faz parte de Leverger à exatamente 118 anos
Tayane de Andrade Castro
© Copyright Levergernews - Santo Antônio do Leverger, MT - Fone: (65) 3341-1799/8403-5258