Santo Antônio de Leverger, 17 de Fevereiro de 2019
  Navegue:
Resgate Histórico
Eventos Sociais
Esporte
Política
Cultura
Saúde
Cidades
Pesqueiros / Pousadas
Dicas de pesca
Gastronomia Regional
Em sua opinião o Município deve proceder de que maneira com o morador que joga entulhos em vias públicas
Votar
Ver Parcial

noticias
Nome:
E-mail:
Seu amigo:
E-mail dele:
Assunto:
Comentário:
FICHA LIMPA
Desembargador absolve Gilmar Fabris de peculato por falta de provas; defesa vê prescrição
16/06/18
Por: Redação - Leverger News
Fonte: O Documento

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Ao votar pela absolvição do deputado estadual Gilmar Fabris (PSD) pela acusação do crime de peculato, o desembargador Orlando Perri afirmou que ninguém pode ser julgado pela “mera suposição” ou pela “fama de corrupto”.

O magistrado criticou duramente a denúncia formulada pelo Ministério Público Estadual (MPE) que culminou na abertura de ação penal. A crítica principal se pautou pela insuficiência de provas para sustentar a condenação.

“Não há uma única prova que demonstre, com a segurança que uma condenação criminal exige, o conluio entre José Geraldo Riva, à época, 1º Secretário da Assembleia Legislativa, e Gilmar Donizete Fabris, Presidente da Casa Legislativa, com a finalidade de desviar o dinheiro público, mediante a emissão de cheques, que foram transferidos, por endossos falsos, à empresa fictícia denominada Madeireira Paranorte Para o SUL LTDA.

No voto de 102 páginas, Perri declarou abertamente que não havia elemento algum para justificar o processo e tampouco condenação. “Não consta na denúncia a conduta perpetrada por Gilmar Donizete Fabris, tampouco a comprovação do liame subjetivo entre ele e os demais denunciados. O que há são suposições, ilações e conjecturas de que o réu em julgamento cometeu o crime de peculato. De concreto, não há uma única evidência segura a autorizar a condenação”, diz trecho do voto do magistrado.

De acordo com o Ministério Público Estadual, enquanto presidente da Assembleia Legislativa, no ano de 1996, Gilmar Fabris teria desviado R$ 1,5 milhão dos cofres públicos por meio da emissão de cheques fraudulentos.

No entanto, a defesa do parlamentar conduzida pelo advogado Zaid Arbid sustenta que não cabia ao presidente do Legislativo a responsabilidade de conferir atos administrativos autorizados pela primeira secretária e pelo secretário geral. Além disso, o crime de peculato, se persistir a condenação, está prescrito.

Embora o Ministério Público tenha encaminhado na denúncia criminal a suspeita de lavagem de dinheiro, a pena não poderia ser aplicada, pois o fato atribuído é de 1996 enquanto a lei 9613/98 que trata de lavagem de dinheiro veio a entrar em vigor somente dois anos depois.

O artigo 5º da Constituição Federal que trata de direitos fundamentais diz explicitamente que “não haverá crime sem lei anterior que o defina, nem pena sem a prévia cominação legal”. Logo se entende que ninguém poderá ser punido por algo não tipicado em lei, ou seja, não tipificado em lei, ou seja, ser punido por algo não tipificado como crime. 

Perri ainda ressaltou que o julgador deve se ater as provas do processo e não ao nome do réu do processo. Assim, o julgador deve evitar que seja contaminado pela pressão popular. “A culpa ou a inocência se proclama no processo, pelo que dizem e autorizam as provas produzidas, e não por aquilo que a multidão ensandecida grita das ruas”, frisou.

Atenção! Os comentários e opiniões são de responsabilidade única e exclusiva do leitor e não expressam, necessariamente, o ponto de vista do site. Ao comentar, o usuário declara ciência e aceitação deste termo de conduta dos comentários do site LevergerNews.
Nome:
E-mail:
Título:
Comentário:
Comentários Envie o seu
 
Não foi feito nenhum comentário para esta matéria até o presente momento
Mais Notícias
12/02/19
Ex-vereadora,Chica Nunes é condenada a 11 anos de prisão
12/02/19
Vereadores são presos e prefeito é afastado por negociação de cargos de secretários e pagamento de mensalinhos
07/02/19
Impulsionada por Virginia Mendes e Márcia Pinheiro, primeira-dama Tayane Castro é eleita presidente da APDM
24/01/19
Santo-antoniense de raiz, assume a Chefia de Gabinete de Mauro Mendes
15/01/19
Experiente e com boa desenvoltura junto ao Governo, Valdirzinho nomeia RR para acompanhar Convênios
08/01/19
Chancelado por vereadores, secretário deixa interinidade e assume em definitivo a secretaria de RH
07/01/19
Prefeito indica vereador Miguel para conduzir sua base de apoio na Câmara de Leverger
20/12/18
Após repercussão negativa da população, , presidente convoca reunião de urgência para discutir VI de Controlador
19/12/18
Justiça autoriza ex-presidente da Câmara de Santo Antônio passar o Natal no Rio de Janeiro
12/12/18
Prefeito nomeia ex-vereadora para comandar a Saúde de Leverger
06/12/18
TSE mantém impugnação de candidatura de Fabris, mas deputado ainda aguarda recursos
13/11/18
Justiça condena santoantoniense a 12 anos de prisão por fraude em licitação
13/11/18
Oficial que já comandou a 3ª CIPM de Leverger é condecorado com a Comenda Filinto Muller
12/11/18
Santoantoniense preso na Operação Capitu tem liberdade concedida pelo STJ
11/11/18
Ministro do STJ concede HC no plantão e deputado eleito deixa prisão após 2 dias em MT
09/11/18
Apoiadores de Neri em Santo Antônio lamentam a prisão do político nesta sexta-feira
09/11/18
Santo-antoniense está entre os presos pela PF nesta sexta-feira (09)
20/10/18
PT é objeto de busca e apreensão em Leverger
20/10/18
Médico Luiz Fernando Amorim aposta em deputado para melhorias na saúde de MT
19/10/18
Juca do Guaraná Filho é multado em R$ 21 mil pelo TRE
08/10/18
Consolidação dos votos de Gilmar pelo TSE vai mudar configuração de eleitos na AL
06/10/18
PF faz devassa em Comitê de Juca do Guaraná e ação pode se estender até a Zona Rural
01/10/18
Eleitores de Barão de Melgaço que não realizaram o cadastro biométrico devem consultar situação no site do TRE
27/09/18
Deputado já tem 3 votos para registrar candidatura; vistas adia conclusão
14/09/18
Gilmar contesta informações de que o registro de candidatura foi negado pelo TRE
05/09/18
Justiça Eleitoral agrega seções de votação em Santo Antônio e Barão de Melgaço
06/08/18
Elvio está entre os 19 prefeitos de MT citados em lista de instituto denunciado pelo Fantástico
02/08/18
Lista de gestores com contas reprovadas e ficha suja está "floreada" de políticos santo-antonienses
22/07/18
Juiz que cassou prefeito e vice de Leverger, alerta que política não é para sentimentais
13/07/18
Fabris mantém apoio a Taques mesmo com PSD no grupo de Mauro
CYBORG - O HOMEM DE 6 MILHÕES DE DÓLARES

Homônimo de herói de seriado americano vai responder pelo Controle de frotas e veículos da prefeitura de Leverger

BONITO PRA XA CARA !!!

Comediante é vetado para subir ao palco em Leverger

DOCUMENTO PÚBLICO

Gerente da Prefeitura Santo Antônio é suspeito de assinar ordem para pagamento sem conhecimento e autorização do chefe

DEMOROU, MAS SAIU DE CENA

Ex garoto prodígio do prefeito de Santo Antônio é exonerado

A ÚLTIMA CEIA!

Dois secretários devem sentar pela última vez ao lado do prefeito Valdir, num jantar nesta quinta-feira

Mais notas
"Funcionalismo Público: aumentar a receita sem cortar cabeças"
Leovaldo Antônio Duarte - Presidente do SIPROTAF-MT
o Grandioso Santo Antônio faz parte de Leverger à exatamente 118 anos
Tayane de Andrade Castro
Viva Rondon
Allan Kardec
O que dizer da Mulher Levergense?
Redação - Levergense
© Copyright Levergernews - Santo Antônio do Leverger, MT - Fone: (65) 3341-1799/8403-5258