Santo Antônio de Leverger, 09 de Dezembro de 2018
  Navegue:
Resgate Histórico
Eventos Sociais
Esporte
Política
Cultura
Saúde
Cidades
Pesqueiros / Pousadas
Dicas de pesca
Gastronomia Regional
Em sua opinião o Município deve proceder de que maneira com o morador que joga entulhos em vias públicas
Votar
Ver Parcial

noticias
Nome:
E-mail:
Seu amigo:
E-mail dele:
Assunto:
Comentário:
SANTO ANTÔNIO NA MÍDIA
Leverger está entre os municípios com mandados de prisão e buscas na operação "Etanol"
23/08/18
Por: Redação - Leverger News
Fonte: Folhamax

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A Polícia Judiciária Civil deflagrou na manhã desta quinta-feira (23.08) a 3ª fase da operação “Etanol”, para cumprimento de 50 ordens judiciais (46 mandados de busca e apreensão e 4 mandados de prisão) nos Estados de Mato Grosso, Goiás, Rondônia, Minas Gerais, Paraná e São Paulo. Mais de 160 policiais (delegados, escrivães e investigadores) foram mobilizados para o cumprimento das ordens judiciais nos seis estados da federação.

A investigação, conduzida pela Delegacia da Polícia Civil do município de Campo Novo dos Parecis (396 km a Noroeste), apura desvios de cerca de R$ 28 milhões da cooperativa de produtores de álcool e cana-de-açúcar, a Coprodia. A cooperativa tem 46 cooperados, divididos em 19 famílias, quase todas moradoras de Campo Novo do Parecis, e constitui importante fonte de renda e emprego da cidade.

Na fase atual da operação, 3 ex-funcionários da cooperativa e a pessoa responsável pela abertura de empresas de fachadas para lavar o dinheiro estão com ordens de prisão decretadas.  Alguns têm mais de um domicílio e serão notificados nas cidades ou estados que forem encontrados. Outros endereços (residências e empresas fantasma) serão alvos de busca e apreensão de materiais comprobatórios à investigação.

O delegado que preside a investigação, Adil Pinheiro de Paula, informou que o objetivo da nova fase da operação é arrecadar elementos e apreender documentos fiscais e contábeis, que comprovem a movimentação financeira já detectada e investigada pela Polícia Civil, em parceria com o Ministério Público.

“Esses mandados irão ajudar a comprovar que muitas das empresas que forneceram notas fiscais a cooperativa, na verdade não existem, eram empresas fantasmas”, disse.

Em Mato Grosso são cumpridos  mandados de prisão e buscas nas cidades de Cuiabá (12), Várzea Grande (1), Araputanga (3), Campo Novo dos Parecis (7), Tangará da Serra (5), Santo Antônio do Leverger(1), Sapezal (2), Sinop (1), Porto Espiridião (2) Primavera do Leste (3) e Jaciara (1).

No Estado de Goiás, dois mandados de busca e apreensão são cumpridos em Goiânia. No Paraná serão realizadas buscas nas cidades de Ponta Porã (2) e Tibagi (1). Em São Paulo os endereços estão localizados nas cidades de Marília (1), Ribeirão Preto (1), Mogi Mirim (1)  e São Paulo (6). Em Minas Gerais serão duas buscas nas cidades de Itauiutuba (1) e Juiz de Fora (1). No Estado de Rondônia será cumprido um mandado de busca na cidade de Cacoal.

A operação conta com apoio das delegacias da Diretoria de Atividades Especiais (DRE, GCCO, GOE, DEFAZ), delegacias da Diretoria de Interior, Diretoria de Inteligência e das Polícias Civis dos Estados de Goiás, Rondônia, Minas Gerais, Paraná e São Paulo. O efetivo empregado é de 166 policiais civis, entre delegados, escrivães e investigadores.

Nivaldo Francisco Rodrigues foi preso em outra fase da operação e negou os crimes (Foto: Polícia Civil de MT)
Nivaldo Francisco Rodrigues foi preso em outra fase da operação e negou os crimes (Foto: Polícia Civil de MT)

Fases 1  e 2

A 1ª fase da operação foi deflagrada em julho de 2017, em cumprimento de decisão judicial da 2ª Vara da Comarca de Campo Novo do Parecis, com parecer positivo do Ministério Público, para bloqueio dos bens de Nivaldo Francisco Rodrigues, apontado como um dos chefes do esquema criminoso. Foram bloqueados 15 imóveis em Campo Novo dos Parecis, 7 bens localizados em Juína, Cuiabá e Paraná, além de recursos financeiros, automóveis e gado, demonstrando o enriquecimento ilícito do suspeito.

O ex-diretor financeiro da cooperativa foi preso na 2ª fase (12/06/2018), após a Polícia Civil descobrir, que mesmo sendo monitorado por tornozeleira eletrônica, ele continuou movimentando dinheiro da cooperativa. Entre o final de 2017 e começo de 2018 foram cerca de R$ 1 milhão – ato que estava expressamente proibido por determinação judicial.

Segundo a investigação, Nivaldo é o chefe da organização criminosa, sendo o elo entre as empresas (fantasmas) que forneciam as notas falsas de prestação de serviço e o dinheiro da cooperativa. Ele também ficava com a maior parte do dinheiro desviado.

“Muitas vezes Nivaldo agiu sozinho, contando apenas com a colaboração de outros criminosos de fora da empresa. Outras vezes, contou com a participação de outros funcionários da Coprodia”, detalhou o delegado.

Durante buscas realizadas no dia 12 de julho de 2017, a Polícia Civil apreendeu farta documentação que prova o enriquecimento ilícito de Nivaldo Francisco, nos últimos anos.  "Encontramos provas da movimentação de milhões de reais em curto espaço de tempo. Aquisição de muitos imóveis, rurais e urbanos, além de automóveis, contratos de aluguel, anotações sobre a construção e imóveis com gastos na casa de centenas de milhares de reais", disse Adil Pinheiro.

 

Atenção! Os comentários e opiniões são de responsabilidade única e exclusiva do leitor e não expressam, necessariamente, o ponto de vista do site. Ao comentar, o usuário declara ciência e aceitação deste termo de conduta dos comentários do site LevergerNews.
Nome:
E-mail:
Título:
Comentário:
Comentários Envie o seu
 
Não foi feito nenhum comentário para esta matéria até o presente momento
Mais Notícias
15/08/17
Há 41 dias no cargo, secretário consegue desinterdição e hospital retoma atendimentos à população
08/12/18
Valdirzinho é eleito presidente do CVRC e inicia caminhada para alçar vôos mais altos a partir de 2020
07/12/18
Mais de 150 kg de pescado irregular são apreendidos na comunidade Valor Verde
03/12/18
Polícia fez devassa em residências nas duas cidades por fraudes na Sema
03/12/18
Netos vetam a vinda de restos mortais de Marechal Rondon para Mimoso
30/11/18
Santo-antoniense é homenageado em sessão especial da AL por 25 anos de serviços à Educação de MT
30/11/18
Prefeitura de Santo Antônio realiza operação em trecho da MT-040 e dá mais segurança aos condutores de veículos
29/11/18
Justiça manda abater 2 mil galos apreendidos numa rinha em Santo Antônio
29/11/18
PM frustra roubo em chácara e prende 3 suspeitos
28/11/18
Santo-antoniense é empossado no cargo de defensor público-geral para o biênio 2019/2020
27/11/18
Prefeitura de Livramento anuncia cortes de servidores nesta semana
26/11/18
Peixes apreendidos em Santo Antônio são doados para instituições de Cuiabá
26/11/18
Vídeo mostra apreensão de filés de pintados e cacharas transportados em ônibus intermunicipal
23/11/18
Bombeiros encontram corpo de jovem desaparecido em cachoeira
23/11/18
Mais de 1,2 mil quilos de pescado irregular são apreendidos na região de Pantanalzinho
21/11/18
Jovem é arrastado pela água em cachoeira, desaparece e é procurado pelos Bombeiros
15/11/18
Fiscalização apreendeu 262 kg de peixes, entre jaús e pintados na região ribeirinha de Leverger
14/11/18
Prefeito institui verba indenizatória para si próprio e salário passa a ser R$ 24 mil
14/11/18
Vereador de Livramento aciona Polícia por suspeita de irregularidades na prefeitura
12/11/18
Livramento será rota de competição mundial de Paramotor
11/11/18
MT e MS se unem para padronizar legislação referente ao Pantanal
08/11/18
Suspeito diz que matou irmã com pauladas na cabeça, mas nega estupro
06/11/18
TCE reprova contas do ex-prefeito, Valdir Ribeiro e dá parecer pela aprovação das contas de Valdirzinho
06/11/18
Santo Antônio no "OLHO DO FURACÃO" da operação da PF
05/11/18
Justiça mantém procedimento para regularizar Quilombo em Nossa Senhora do Livramento
02/11/18
Prefeitura estima que milhares de pessoas devam passar pelo Cemitério de Santo Antônio
31/10/18
STJ reconhece prescrição e deputado Gilmar Fabris vai ter votos contabilizados
31/10/18
TCE reverte decisão e inocenta Valdirzinho de falhas nas contas de 2015
28/10/18
Empresas de Vg "fraudam" em Livramento e são banidas por 5 anos do Poder Público
28/10/18
Ex-prefeito de Barão do Melgaço tem 60 dias para devolver R$ 155 mil aos cofres do Município
CYBORG - O HOMEM DE 6 MILHÕES DE DÓLARES

Homônimo de herói de seriado americano vai responder pelo Controle de frotas e veículos da prefeitura de Leverger

BONITO PRA XA CARA !!!

Comediante é vetado para subir ao palco em Leverger

DOCUMENTO PÚBLICO

Gerente da Prefeitura Santo Antônio é suspeito de assinar ordem para pagamento sem conhecimento e autorização do chefe

DEMOROU, MAS SAIU DE CENA

Ex garoto prodígio do prefeito de Santo Antônio é exonerado

A ÚLTIMA CEIA!

Dois secretários devem sentar pela última vez ao lado do prefeito Valdir, num jantar nesta quinta-feira

Mais notas
o Grandioso Santo Antônio faz parte de Leverger à exatamente 118 anos
Tayane de Andrade Castro
Viva Rondon
Allan Kardec
O que dizer da Mulher Levergense?
Redação - Levergense
Estrutura do Marketing
© Copyright Levergernews - Santo Antônio do Leverger, MT - Fone: (65) 3341-1799/8403-5258