Santo Antônio de Leverger, 16 de Agosto de 2018
  Navegue:
Resgate Histórico
Eventos Sociais
Esporte
Política
Cultura
Saúde
Cidades
Pesqueiros / Pousadas
Dicas de pesca
Gastronomia Regional
Em sua opinião o Município deve proceder de que maneira com o morador que joga entulhos em vias públicas
Votar
Ver Parcial

noticias
Nome:
E-mail:
Seu amigo:
E-mail dele:
Assunto:
Comentário:
APAGÃO
Estudo revela que Barão de Melgaço, Santo Antônioe Mimoso apresenta a pior situação energética de MT
06/06/18
Por: Redação - Leverger News
Fonte: Assessoria de Imprensa

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A implantação de PCHs (Pequenas Centrais Hidrelétricas) de baixo impacto ambiental está em discussão no Estado e tem levantado um diagnóstico alarmante no setor energético, como a necessidade da melhoria da qualidade da prestação de serviços e ampliação de matrizes energéticas em Mato Grosso.

 

O tema ganhou espaço na Assembleia Legislativa, que desencadeou a realização de audiências públicas, a primeira ocorreu no Distrito de Mimoso, do qual foi apresentado um diagnóstico elaborado pela Ager (Agência Estadual de Regulação dos Serviços Públicos), o resultado do estudo revela que a região de Barão de Melgaço, Santo Antônio de Leverger e o Distrito de Mimoso apresenta a pior situação energética de Mato Grosso.

 

Enquanto a média Estadual é de 12 interrupções de energia, deixando os consumidores em média 27 horas no completo apagão, a região Pantaneira dispara no problema de forma triplicada. São ao menos 25 interrupções ao longo de 12 meses, totalizando 82 horas de interrupção. Além deste cenário de crise energética na região, a população ainda sofre com o tempo de resposta para o restabelecimento de energia, ainda de acordo com o diagnóstico da Ager, nos últimos dois anos saltou de 6 horas para 8 horas o atendimento nas ocorrências.

 

 

 

De acordo com o diagnóstico apresentado pelo coordenador de energia da AgerThiago Alves Bernardes, é frequente a reclamação quanto ao atendimento em energia em Mimoso. “A Ager notificou a Energisa para apresentar um plano de ações para a melhoria tanto do fornecimento de energia na localidade quanto ao tempo mais eficiente em atendimento à população”, explica Thiago. Com a cobrança da Ager junto a Energisa foi apresentado no plano de melhorias um total de 127 obras a um investimento estimado de R$ 360 milhões, porem com prazo determinado até agosto de 2019.

 

Solução

O Grupo empresarial que representa a PCH Mantovillis protocolou uma carta de intenção junto a Energisa SA em Cuiabá, da qual solicita autorização para mudança de instalação de linhas de energia. A empresa que é responsável pela instalação de uma PCH (Pequena Central Hidrelétrica) na região de Santo Antônio de Leverger, tomou esta medida para beneficiar o abastecimento energético no Distrito de Mimoso. No entanto, a decisão, ou permissão cabe a Energisa.

 

“Como foi relatada durante a audiência pública no Distrito de Mimoso, pela própria população, produtores e o trade turístico, o fornecimento de energia ao entorno da região Pantaneira é precário, neste caso, a modificação se aprovada pela concessionária na pratica significaria o fim das constantes interrupções da queda de energia da localidade. Neste caso a alternativa apresentada pela PCH Mantovillis, geraria menos tensão na rede, gerando pico de 5 Megawatts. Para comtemplar este projeto a PCH Mantovillis mudaria a rota de instalação de linhas de transmissão, migrando assim o projeto de Jaciara para o Distrito de Mimoso.

 

“A aprovação da modificação colaboraria diretamente com o plano de resultados que a Energisa precisa concluir para ampliar a qualidade da prestação de serviços cobrada pela Ager. E de outro lado, retiraria do estado crítico parte da produção agrícola da região, pois a característica principal é a agricultura familiar, expondo prejuízos diante da falta de refrigeração para abrigar alimentos e a lida no campo”, defende Ralf Rueda, CEO da PCH Mantovillis.

 

PCH - Baixo Impacto

Uma Pequena Central Hidrelétrica (PCH) é toda usina hidrelétrica de pequeno porte cuja capacidade instalada seja superior a 5 MW e inferior a 30 MW. Além disso, a área do reservatório deve ser inferior a 300 hectares (3 km²), apresentando menores impactos ambientais. Ou seja, com estas características ao contrário de uma usina hidrelétrica de grande porte, as PCHs não necessitam de grandes reservatórios para armazenagem de volumes de água.

 

A PCH Mantovillis apresenta todas as características de baixo impacto ambiental, sendo a fio d´águaPresente na audiência pública no Distrito de Mimoso, o professor Rubem Mauro Palma de Moura, engenheiro civil, especialista em Hidráulica e Saneamento pela USP e Mestre em Ambiente e Desenvolvimento Regional pela UFMT, explicou que existem muitos discursos em prol do meio ambiente em detrimento da instalação da PCH, porem sem fundamentos reais de que existiria agressão ao Bioma, há desinformação é imensa.

 

“A PCH está situada na descida do planalto para a planície pantaneira, dentro da baía do Alto Paraguai e rio Mutum, que não seriam áreas pantaneiras. Não tem como construir no Pantanal uma PCH, porque a declividade é mínima”, explica, disse ele.  

 

Um dos executivos da PCH Manovillis ainda disparou na audiência que Mato Grosso precisa de energia para crescer, ao mesmo tempo em que o Bioma precisa ser preservado. “Se a instalação da PCH representasse riscos ao meio ambiente eu não a construiria, sem falar ainda que o benefício de ampliação da capacidade energética beneficia diretamente a coletividade de forma sustentável”, define Ralf Rueda. 

Atenção! Os comentários e opiniões são de responsabilidade única e exclusiva do leitor e não expressam, necessariamente, o ponto de vista do site. Ao comentar, o usuário declara ciência e aceitação deste termo de conduta dos comentários do site LevergerNews.
Nome:
E-mail:
Título:
Comentário:
Comentários Envie o seu
 
Não foi feito nenhum comentário para esta matéria até o presente momento
Mais Notícias
15/07/18
2ª Festa do Milho movimenta Barão de Melgaço
15/07/18
MPF/MT pede suspensão de demarcação de terra indígena em Santo Antônio
12/07/18
Adolescente de 16 anos é preso com drogas em Leverger
12/07/18
Prefeitura entra com ação errada e Justiça nega anulação de Lei da nova divisão de Santo Antônio
10/07/18
Prefeitura cede maquinário para construção de tanques e incentiva a piscicultura em Barão
09/07/18
Após bomba e poço passar por manutenção, moradores de Varginha voltam a receber água
08/07/18
Ex-segurança de Arcanjo que cumpria pena em Leverger por assassinatos de pescadores vai para o semi-aberto
08/07/18
Após Igreja ser violada e objetos sagrados jogados no chão, Diácono denuncia falta de iluminação pública em Agrovila
07/07/18
Elvio assina convênio com a Secid e 5 mil residências de Barão terão água tratada de qualidade
07/07/18
Cronograma falha e prefeitura cancela entrega de pontes na região de Coqueiro
05/07/18
Prefeito e secretária de Assistência Social recebem veículo que vai auxiliar conselheiros de Barão
03/07/18
Homem é morto a tiros na região do Garimpo Jatobá em Leverger
02/07/18
Coordenadora da Escola Santa Claudina de Mimoso capota seu veículo na MT-040
02/07/18
Instalação de quebra-molas fora dos padrões causa indignação em Leverger
02/07/18
Morador não resiste e morre dois meses após ter sido atropelado em faixa de pedestre
30/06/18
PM "derruba boca de fumo, apreende drogas, dinheiro, armamento e prende o gerente"
29/06/18
Ônibus novos com wi-fi e ar-condicionado atenderão usuários de Barão de Melgaço
29/06/18
320 pessoas vivem em áreas de risco em Santo Antônio, aponta o IBGE
29/06/18
Empossado novo secretário de Cultura e Turismo de Leverger
28/06/18
1ª Mostra de Arte e Gastronomia marca as comemorações dos 118 anos de Leverger
27/06/18
Tremor de terra abala Barão de Melgaço na noite desta terça-feira
27/06/18
Jovem morre ao ser arremessada contra poste de energia, após moto se chocar com cachorro na MT-040
26/06/18
Secretaria implanta CCI em Porto de Fora e oferta serviços aos idosos da região
26/06/18
Ex-prefeito e ex-secretário são condenados a devolver R$ 145 mil ao erário
23/06/18
Ordem lamenta morte de advogado em acidente de moto em Goiás; corpo é velado em Santo Antônio
22/06/18
Velório de santo-antoniense morto em acidente de moto em Goiás vai ser no bairro Fronteira em Leverger
21/06/18
Onda de roubos e furtos em residências, comércio e prédios públicos assustam moradores em Leverger
21/06/18
Prefeitura terá Ponto Facultativo e horários reduzidos em dias de jogos da seleção brasileira
19/06/18
Orquestra da UFMT e Coral de Santo Antônio apresentam Léo Delibes e Joseph Haydn nesta terça-feira (19)
19/06/18
Prefeitura reconstrói duas pontes sobre o Rio Aricá região de Coqueiro
CYBORG - O HOMEM DE 6 MILHÕES DE DÓLARES

Homônimo de herói de seriado americano vai responder pelo Controle de frotas e veículos da prefeitura de Leverger

BONITO PRA XA CARA !!!

Comediante é vetado para subir ao palco em Leverger

DOCUMENTO PÚBLICO

Gerente da Prefeitura Santo Antônio é suspeito de assinar ordem para pagamento sem conhecimento e autorização do chefe

DEMOROU, MAS SAIU DE CENA

Ex garoto prodígio do prefeito de Santo Antônio é exonerado

A ÚLTIMA CEIA!

Dois secretários devem sentar pela última vez ao lado do prefeito Valdir, num jantar nesta quinta-feira

Mais notas
o Grandioso Santo Antônio faz parte de Leverger à exatamente 118 anos
Tayane de Andrade Castro
Viva Rondon
Allan Kardec
O que dizer da Mulher Levergense?
Redação - Levergense
Estrutura do Marketing
© Copyright Levergernews - Santo Antônio do Leverger, MT - Fone: (65) 3341-1799/8403-5258